Publicado em

Mãe em tempo integral, e por opção!

Mãe em tempo integral

Antigamente a coisa mais comum do mundo era que mulheres eram donas de casa e mães. Os tempos mudaram, as mulheres vêm conquistando independência e seu espaço no mercado. Mas atualmente o jogo tem virado outra vez, tem muita mulher querendo ser mãe em tempo integral!

O que é ser uma mãe em tempo integral?

Primeiramente é certo afirmar que toda mãe é mãe em tempo integral, pois vai ser mãe 24h por dia, ela não deixa de ser mãe quando vai trabalhar, por exemplo. Mas aqui queremos usar o termo “mãe em tempo integral” para aquelas mulheres que resolveram abrir mão de outras atividades para dedicar-se exclusivamente a educar os filhos. Ou seja, aquelas mulheres que abriram mão de seu trabalho e optaram por aproveitar cada minutinho do crescimento do seu(s) filho(s).

Mãe em tempo integral
O mito da Mulher Maravilha

É fato que as mulheres batalharam muito e ainda batalham para conseguir conquistar seu lugar no mercado de trabalho. Direitos iguais, salários iguais e oportunidades iguais são ideais que buscamos diariamente e acreditamos serem possíveis.

Infelizmente, a maternidade ainda é vista como empecilho em várias carreiras de sucesso. Muitas mulheres vão adiando o sonho de se tornar mãe justamente por esse motivo, entre outros.

O que ocorre muito nos dias atuais é o mito da Mulher Maravilha. A “mulher perfeita” é vista como aquela que tem uma carreira brilhante, uma formação, é uma ótima dona de casa (tudo fica limpo, não deixa de ir ao supermercado, as roupas estão sempre em ordem, etc), tem um belo corpo (afinal cuida da saúde, faz academia, come comida saudável), cuida da sua auto-estima (unhas feitas, cabelo arrumado, make básico), e é uma SUPER MÃE que nunca erra. MITO!!

Muito peso tem sido colocado sobre os ombros dessas mulheres mães! Ninguém que é mãe consegue estar assim a todo tempo, sem contar que muitas são casadas e ainda precisam ter tempo de dar atenção ao marido.

O que leva uma mãe a querer ser mãe em tempo integral?

A resposta deveria ser: o que importa?

Muitas mães optaram por ser mãe em tempo integral porque quiseram. Porque tem essa oportunidade (financeiramente falando). Porque acham que é o melhor para criação e educação dos filhos. Porque querem tocar outros projetos pessoais. Enfim, os motivos não importam.

E muitas mães, por fazerem essa opção, sentem também um enorme peso nos ombros, porque não são vistas como aquela Mulher Maravilha que faz tudo. Sofrem preconceito, às vezes até dos próprios pais que dizem “Mas você estudou tanto… Mas você ganha tão bem…”. Ou então precisam ficar justificando o fato de ter feito essa escolha.

Para o mundo ser um lugar melhor, vamos combinar uma coisa?

*Se você escolheu ser mãe em tempo integral, parabéns! Boa sorte! É um trabalho muito árduo, mas também recompensador!

*Se você é mãe e trabalha fora, seja por opção ou por necessidade ou por qualquer outro motivo, parabéns! É muito difícil dar conta de tudo!

* E sendo qualquer uma delas, ou não sendo mãe, vamos cuidar de nossas vidas e não opinar na vida de quem não pediu nossa opinião!

Porque preconceito já saiu de moda faz tempo 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *