O esporte na vida das crianças

O esporte na vida das crianças

O esporte faz bem e sabemos disso não é de hoje. Mesmo assim, muitos pais esquecem que o esporte faz uma grande diferença na vida das crianças. Vamos ver o que faz o esporte na vida das crianças?

Os benefícios da prática de esporte na vida das crianças

É natural que as crianças pratiquem atividade física desde muito pequenas. Logo elas estão correndo, pulando, dançando.

Entre os 4 e 6 anos de idade é ideal que a criança comece a conhecer vários tipos de atividades físicas, fazer passeios de bicicleta, conhecer natação, dança, corrida, pular corda, artes marciais, jogos como futebol e voleibol. Nessa fase tudo deve ocorrer de forma natural, como uma brincadeira, de forma lúdica. Nunca deve-se impor para a criança como se fosse uma obrigação, porque aí ela passará a não gostar de praticar atividades.

Já por volta dos 8 anos, ou até um pouco antes, as crianças começam a escolher atividades que mais gostam, e também a entender as regras de cada esporte. É por volta dessa idade que elas começam a pedir para fazer balé, patinação, natação, judô ou ir para uma escolinha de futebol, entre outros.

Alguns benefícios do esporte para crianças são:

  • conhecer o próprio corpo e limitações
  • fazer amigos e interagir
  • aprender a ser disciplinado, seguir regras
  • superar timidez
  • aprender a compartilhar: ser menos individualista/egoísta
  • respeito a hierarquia
  • melhora coordenação motora
  • responsabilidade e compromisso
  • crescimento com mais saúde.

E quando meu filho não quer praticar esportes?

Bom, está aí uma questão difícil e muito comum. É natural que por volta dos 13 anos as crianças, agora adolescentes, percam o interesse pelo esporte, pois mudanças corporais e psicológicas acontecem, e surgem outros interesses.

Importante que a criança seja incentivada desde cedo, e que ela conheça vários esportes para escolher fazer o que realmente gostar, e ela mudará de ideia muitas vezes ao longo da vida (assim como nós adultos).

Mas como diz o velho ditado já tão conhecido: “não há nada como o exemplo”. Se vocês não praticam atividades vai ficar difícil motivar seu filho.

 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *